por Lars Grael

Prezados amigos o RYC,

A temporada 2015 começou nos primeiros dias de Janeiro.

Fomos a Miami para as primeiras regatas do ano da classe Star. O Troféu Levin Memorial e na sequência o Midwinters.
Ambos eventos realizados no Coral Reef Yacht Club na Baía de Biscayne, reuniu 34 veleiros da classe Star de 8 países.

No Levin Memorial, defendíamos o título de 2014 (ver troféu nas fotos de número 5 e 6). Vencemos 2 das 5 regatas (ver foto 1), mas o critério de não adotar descarte do pior resultado, prejudicou nosso campeonato, já que na 2ª regata, tivemos 2 incidentes e cruzamos a linha na 14ª colocação. A 3ª colocação geral foi um bom resultado. O título foi para um dos maiores nomes da Vela Internacional, o Norte-Americano Paul Cayard e seu tripulante Magnus Liljedahl (Ouro Olímpico).

No Midwinters, um acidente na 1ª regata no tirou chance ao título. Liderávamos a regata, quando há pouca distância da linha de chegada, quebramos o mastro do nosso barco nos fortes ventos que predominaram nestas 2 semanas (ver foto 3). Nas próximas 7 regatas, vencemos 4 e obtivemos 3 segundo lugares. Mesmo contando a pontuação máxima da regata que não completamos, conseguimos reagir e obter o Vice Título (fomos 4º colocados em 2014). Vitória do experiente velejador Cubano naturalizado Norte-Americano Augie Diaz e seu proeiro Arnis Baltins.

Na raia, outros grandes nomes como o Campeão Mundial de 2013 John MacCausland e proeiros consagrados como Mike Wolfs (Prata em Atenas); Brian Fatih (vencedor da Star Sailors League Finals 2014).

5 Stars representando o Brasil, mostraram a força e o prestígio da classe que foi suprimida dos Jogos do Rio 2016 para prejuízo do esporte olímpico brasileiro.

Próxima meta será a tradicional e disputadíssima 88ª Bacardi Cup, aonde teremos a dura tarefa de defender o título de 2014.

Agradecemos ao patrocínio da LIGHT e Governo do Estado do Rio de Janeiro através da Lei de Incentivo Fiscal do Esporte.

Lars Grael

[foogallery id=”2603″]