Em virtude dos Jogos Olímpicos (JO) e Paralímpicos (JPO) Rio 2016, cujas atividades de vela ocorrerão na Baía de Guanabara, entre 24 de julho a 21 de agosto e de 31 de agosto a 18 de setembro de 2016, respectivamente, serão necessárias algumas interdições ao sul da Ponte Rio-Niterói, a fim de garantir a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e o ordenamento do espaço aquaviário.

Durante os megaeventos, estão previstas cerca de 700 embarcações navegando nas raias. Para tanto, a Capitania dos Portos do Rio de Janeiro (CPRJ) realizará intervenções no tráfego de embarcações no interior da Baía de Guanabara e fora de Barra, locais definidos pelo Comitê Organizador para as raias dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

As competições ocorrerão em sete raias, sendo quatro localizadas dentro da Baía de Guanabara, algumas em superposição ao canal de acesso ao Porto. Por este motivo, haverá necessidade de interromper o fluxo de navios durante o horário da competição.

A CPRJ organizará o tráfego aquaviário, diariamente, realizando intervenções das 11h às 18h, dispondo para essa missão de militares, lanchas, motos aquáticas e de Avisos-Patrulha.

Para não interferir nas raias, as rotas da CCR Barcas nas linhas Charitas, Cocotá e Paquetá sofrerão pequenos desvios, a fim de não haver impacto no transporte diário de passageiros. Tal coordenação será realizada a partir do Centro de Operações da CPRJ, utilizando aplicativos de monitoramento que permitem identificar embarcações que entrem e saiam na Baía de Guanabara, bem como o posicionamento de seus meios.

Em função da experiência positiva nos Eventos Testes de 2014/2015, que resultaram na manutenção das atividades na Baía de Guanabara em paralelo ao atendimento dos requisitos técnicos para a realização das regatas, solicitadas pelo Comitê Organizador dos Jogos, contará com a seguinte programação para as áreas e horários dos eventos, que também atenderão aos parâmetros apresentados pela Polícia Federal e Autoridade Portuária para a presença e segurança das Autoridades de Estado e atletas envolvidos:

1) Raia Pão de Açúcar; 2) Raia Escola Naval; 3) Raia Aeroporto; 4) Raia Ponte; 5) Raia Copacabana; 6) Raia Niterói e 7) Raia Pai.

De 24/JUL a 7/AGO (treinamento oficial) e 8 a 19/AGO (competições) – de 11h às 18h: interdição ao Sul da Ponte-Rio Niterói até as proximidades da Ilha Rasa.

De 31/AGO a 11/SET (treinamento oficial) e 12 a 17/SET (competições) – de 11h às 18h: interdição ao Sul do través da cabeceira nº02 (norte) do Aeroporto Santos Dumont até as proximidades da Ilha Rasa.

Serão publicados Aviso aos Navegantes com as restrições, bem como as latitudes e longitudes de todas as raias.

Todo este empenho possibilitará a continuidade das atividades no interior da Baía de Guanabara em um ambiente harmonioso e seguro, conforme comprovado no sucesso dos eventos testes de 2014 e 2015.

Dessa forma, temos a certeza que teremos uma postura colaborativa e proativa de todos os utilizadores da Baía de Guanabara, a fim de possibilitar o nível adequado de segurança da navegação e do ordenamento do espaço aquaviário. Aspectos que foram reconhecidos pela comunidade marítima internacional, pela organização desses eventos náuticos e pelos atletas que utilizaram as nossas águas nas atividades preparatórias para o megaevento.

A CPRJ não poupará esforços de modo a garantir a realização das competições em um ambiente seguro para a navegação de todos os utilizadores da Baía de Guanabara e atuará em cooperação com a Polícia Federal (PF), o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) e o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 (CORio2016).

Fonte: Assessoria de Imprensa da Capitania dos Portos do Rio de Janeiro
Tel.: (21) 2104-5862  / e-mail: imprensa@cprj.mar.mil.br